sexta-feira, outubro 10, 2008

Como perder um cliente em menos de 60 segundos

Para quem vive no Algarve, mais propriamente no Sotavento sugiro algumas lojas onde a simpatia, o atendimento e o à-vontade que sentimos nos convidam a voltar:

- Bichinho de Conta, em Faro (material para bijuteria);
- Colar de Contas, em Faro (material para bijuteria);
- Artina, em Tavira (material para bijuteria, scrap, découpage, pintura, escultura, etc);

- Arte Nova, em Vila Real de Santo António (material para artes Decorativas e Belas Artes).

Para estas lojas desejo os maiores sucessos pessoais e profissionais. Continuem assim.


Infelizmente nem todas as lojas são assim acolhedoras e profissionais! Existe em Faro uma loja de artes decorativas que também vende online. Pois apesar de viver a alguns quilómetros e de ir frequentemente a esta cidade, nunca tinha lá estado. Mas hoje tive mesmo de arranjar um tempinho para ir à loja. Tenho uma encomenda de um trabalho e não encontrei o guardanapo nas lojas onde habitualmente os compro.

Fui ao site da loja e vi que existia esse guardanapo, mas como exigem um valor mínimo para compras online, decidi ir pessoalmente e aproveitar a oportunidade para ver a loja. Tinha muita curiosidade em conhecê-la.

Entrei e ouviu-se logo um sinal sonoro a avisar que alguém tinha entrado, embora do balcão isso seja vísivel.

Enquanto "passeava" pela loja apercebi-me que os funcionários "controlavam" constantemente os passos dos clientes, e fiquei meio chocada quando reparei que do lado de lá do balcão, meio escondido atrás dos expositores das contas de bijuteria, se encontrava o proprietário da loja a vigiar os meus passos. Acreditem, era isso que ele estava a fazer!

Fui até ao balcão e o referido senhor dirigiu-se a mim numa voz pouco simpática:
- "Quer alguma coisa?"
- "Queria ver os guardanapos, é que procuro um em especial e vi no vosso site que o têm."
- "Qual é o número?"
(Por acaso até sabia ao que o senhor se referia porque tinha estado na loja online) - "Não sei, mas se mos mostrar eu digo-lhe qual é."
- "Isso não pode ser. São muitos e por isso é que estão numerados! Tem que saber o número para nós o vendermos."


Tentei indagar as características do guardanapo e o catálogo em que se encontrava na loja online, mas foi em vão. O senhor disse-me que na loja não tinha os guardanapos organizados da mesma forma que no site, que tinha mais de 1000 guardanapos, que era impossível descobrir qual era sem o número.

E de seguida sugeriu-me que fosse a casa ver o número e voltasse noutra altura já com as referências dos guardanapos que eu queria. Eu só fico a imaginar o que um cliente que não soubesse que a loja tinha site ficaria a pensar ao ser confrontado com este atendimento.

Expliquei que não morava perto e não sabia quando voltaria.

Foi nessa altura, que com muito pouca vontade e sempre com um ar antipático me mostrou uns 20 catálogos com guardanapos e disse:
- "Se quiser ver aqui se os encontra, pode ver, se tiver tempo! Como está a ver os catálogos são muitos."


Como eu assenti em ver os catálogos - que continuo a achar que ele estava a tentar demover-me de tal ideia - o senhor acrescentou: "Depois anote o número que nós vamos buscar os guardanapos que quiser! Quer mais algum além daquele? Se quiser eu dou-lhe um papel para apontar os números!"

Fiquei a folhear os catálogos à procura daqueles que queria, passando as páginas muito rapidamente sem me demorar a apreciar todos os outros, porque a minha vontade era só uma: fugir dali! Só não o fiz porque me tinha comprometido com uma encomenda e não encontrava o dito guardanapo em mais lado nenhum!

Enquanto folheava ouvi a voz de uma das empregadas: "quer um papel para apontar o número do guardanapo? Não pode tirar os guardanapos daí!", dito em tom de aviso.

Eu sei o que são catálogos! Jamais me passaria pela cabeça tirar os guardanapos de dentro do catálogo. Respondi que tinha papel e caneta para anotar o número.

Continuei a folhear e à minha volta só ouvia a tal voz masculina pouco simpática a dirigir-se aos outros clientes:
- "Quer alguma coisa?"; "Não pode mexer aí!"; "Se quiser algo diga, não tire!"
Uma cliente, que já deve saber o que a casa gasta, assim que ele se lhe dirigiu, antecipou-se: "Eu estou a ver estes materiais, sei que não posso mexer, que isto pode cair e partir-se!" Perante esta afirmação a voz calou-se e recuou um pouco.

Durante todo este tempo, o indivíduo pouco simpático esteve sempre com um olho em mim, outro nos clientes e outro nas funcionárias! Eu sei o que acabei de escrever! Não me perguntem como, mas era assim que ele estava!

E não pensem que controlava os clientes à distância! Não senhor! Ele andava literalmente atrás dos clientes!

Tomei nota dos números e passei-lhe a anotação. Ele disse: "Só um momento, vou buscá-los!". Voltou-se para trás e apanhou os guardanapos! É isso mesmo! Os guardanapos estavam mesmo atrás do balcão, mas não se podia mexer. Aliás, por toda a loja existem avisos com letra de imprensa que dizem expressamente: NÃO MEXER!

Depois de pagar, ainda teve a lata de me devolver o papel com os números dos guardanapos e dizer-me: "Leve as referências para a próxima vez que quiser os guardanapos!"

Tive vontade de responder: "Mas acha que eu mais alguma vez torno a pôr os pés nesta loja?"
Não disse, e arrependo-me! Devia ter dito porque foi isso que senti! Fico com raiva de mim própria por não ser capaz de ser mal-educada nestas situações.
Uma coisa é certa, para mim essa loja deixou de existir! Aquele senhor deve ter Doutoramento em atender mal clientes, de certeza! Devia ganhar um prémio Nobel nessa área!
Desculpem este testamento, mas eu tinha que desabafar! Acho inconcebível que se tratem assim os clientes, aproveitando-se do facto de não terem concorrência. As pessoas não devem ser tratadas como animais. Eu também faço atendimento ao público sempre que tal é necessário e trato toda a gente com cordialidade e respeito. Foi isso que aprendi! Mas há coisas que vêm connosco desde o berço, e quando não se tem isso.... olhem, neste caso perdem-se clientes!

21 comentários:

Cor de Mel disse...

Olá Miquinhas,
Este relato é surrealista e é completamente ridículo, nos tempos que correm e que são de crise, numa loja que tem as portas abertas ao público, funcionários e proprietários reagirem e agirem desta forma, mas é mesmo como dizes. Berço, ou se tem, ou não se tem!!
Beijinhos grandes e bom fim de semana,
Lia.

Eu disse...

Olá Miquinhas, acho q devias dizer o nome da loja...
Há pessoas que não deviam estar atrás de um balcão!

bjs e bom fds

coresdavida disse...

Pois realmente isso ás vezes acontece, infelizmente...Olha visita esta lojinha que tem material de decoupage espectacular e não tem valor minimo de encomenda. http://arcoartes-materiais.blogspot.com/
Tb há guardanapos, mas ainda não tenho foto..
E já agora dá uima olhada no Binart's ( http//binartsshop.blogspot.com )shop que tem algumas novidades da nova colecção!

bjs
Liliana

Lojinha da Avó Mina disse...

Olá Miquinhas,
Realmente o que aconteceu nessa loja é no mínimo ridículo, mas infelizmente não é caso único. Há pessoas que não deviam estar a atender ninguém, muito menos ter um negócio de venda ao público, pois falta-lhes tudo para poderem e saberem lidar com pessoas. Existem "patrões" que se esqueceram que já forma também funcionários e que se esqueceram que também são clientes, e que não devem tratar os outros mal, o lado humanista foi esquecido e desprezado (infelizmente). Realmente ou se tem berço ou não se tem!
Beijinhos e bom fim-de-semana
Mina

Penduricalhos & Companhia disse...

Ainda bem que não sou do Algarve, senão ia mesmo querer saber que loja é essa.
Acho mesmo que devias dizer, não deixes mais nenhuma blogueira cair nas garras desse homem. LOL !
BJS

olharbiju disse...

Puxa Miquinhas que situação.
Eu ficava em estado de choque e se tivesse um boraquinho metia-me lá.
Deves ter sentido o mesmo.
Em vez de cativarem os clientes, ainda se portam assim.Que não venha esse senhor a arrepende-se por perder clientes principalmente nestes tempos de crise.
Bjnhos amiguinha
alice

Daniela disse...

Eix! Só visto... Olha digo-te outra lojinha muito fixe com materiais para bijus ai no Sotavento, mais propriamente em Loulé (sou do Barlavento ^_^) Acho que se chama Conta Gotas, é no centro comercial D. Leonor na avenida de Loulé! As raparigas que lá estão são muito simpáticas! ^_^
Olha também queria te mostrar novo projecto criado por mim e pela minha mãe!
Chama-se Senhorinha Designs: http://senhorinhadesigns.blogspot.com/

Visita e divulga por favor!
Um beijinho e obrigada!

MyBiju disse...

OIII!
Olha eu tb sou do algarve e gostava de saber onde é a loja desse "otario"... lol. ja agora sabes me dizer mais ou menos em k zona de faro ficam as 2lojas k referencias t?
Efectivamente ainda existe pessoas ridiculas... lol
Bjinhos gandes ;-)

ACESSORIOUX disse...

Olá Miquinhas
Eu não sei se teria a paciência que tu tiveste para aturar o mau feitio desse senhor. Acho que tinha dado meia volta e saido da loja, mas lá está, precisavas do guardanapo.
Acho que devias divulgar o nome da loja.

Bjs

Cakau disse...

Pois olha amiga eu sei a quem te referes e acredites ou n ele é de Reguengos, e tem berço ou era suposto ter.
Sei bem quem são, são todos tios ou têm a mania que são, lol, mas olha que ela ainda é pior que ele.
Eu n os conheço de cá, conheço-os dai mas, devido á minha pronuncia eles perguntaram-me de onde era e claro eu disse, acontece que eles tb são daqui.
Sabes aquele tipo de pessoas que quanto mais dinheiro têm mais snobs são? É isso:-(
O mais impressionante é que as empregadas são como eles:-(
Beijinhos

Ana

Elisabeth disse...

Que cena!!Gabo-te a paciencia...mas pecisavas mesmo do guardanapo, nao é? Deixa lá...quem perde é ele!

Beijocas e boa semana,
Elisabeth

Tyta disse...

Olá!! Gostava de saber onde fica a loja Bichinho de Conta de que falaste.já procurei e não consigo encontrar...obrigadito e já agr visita o meu cntinh e rsp la...bjinhos

ZetyArtes disse...

Olá miquinhas

Por acaso podes-me dizer o nome desta tão antipatica loja? É que vou muitas vezes a Faro e gostava de ir lá só para ter o gostinho de dizer a esse senhor que simpatia mesmo que não se tenha adquiresse quando se tem uma porta aberta.

Beijinhos
ZetyArtes

Marquita disse...

Pois é, lá é mesmo assim...já para não falar no preço das coisas, que chegam a custar mais do dobro que em qualquer outro sitio.
Quanto às indicações que dás, acho que o Colar de Contas já não vende material. Poderás ir lá e escolher o material para te fazerem uma peça, mas comprar como antigamente acho que já não é possível...
Continuação de bons trabalhos.

Marquita disse...

Ahh, já agora: há outra loja que já tem uma grande variedade de materiais: Bijuarte em Loulé, nas Galerias D. Leonor, na avenida principal.

Divagando disse...

Ola, antes de mais nao conhecia o seu blog. Parabens pelos lindos trabalhos.Relativamente ao seu comentário, identifiquei-me de imediato com ele. Há uma loja em Benfica, onde ocorre o mesmo. Como se não bastasse o controle em cima dos clientes, a empregada que supostamente tem um relacionamento conturbado com o dono, vive mandando bocas em dia de extremo mau humor. Pois é, algumas lojas so sobrevivem pq por vezes nao temos saída, e temos de comprar lá mesmo, como foi o caso com vc. É uma pena.

Nancy disse...

Digitei "colar de contas-faro" na net e fui dar a esta macabra história. Por acaso li-a até ao fim, senão ficava a pensar que ela dizia respeito ao colar-de-contas!!! Acho que por cautela, para que estes equívocos não sucedam, deve haver qualquer referência logo no início que despiste um visitante de pensar que possa tratar-se do colar de contas ou outra excelente loja do ramo!!! É que nem toda a gente lê até ao fim. Obrigado pela atenção. Felicidades

Anónimo disse...

Olá! Digitei na net o nome "Colar de Contas - Faro". Vim parar a esta história macabra. A verdade é que estava com tempo para a ler até ao fim, senão ia ficar a pensar que ela se referia ao Colar de Contas!!! Aconselho mesmo a colocar alguma referencia inicial que despiste qualquer tipo de confusão deste género, pois pode acontecer a qualquer pessoa digitar o nome de uma das excelente lojas referidas na história e ao iniciar a leitura e não a terminando pensar que diz respeito à boa loja. Obrigado pela atenção.

Pink&Fun disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

boa tarde Miquinhas sou a Carla dona da loja Bichinho de Conta. Estava a procurar o novo site do Bichinho e encontrei a tua experiencia. Desde ja agradeço o comentario do Bichinho. Mas quem nao le a historia toda pode realmente ficar com uma impressao errada tal como dizem outras duas pessoas com msg muito semelhantes acerca do Colar de Contas. Mas quanto a mim que sei perfeitamente de que loja se trata e realmente de lamentar. Agradeço mais uma vez e deixo o convite para visitarem o Bichinho online em bichinhodeconta.com ou no facebook em Bichinho de Conta faro negocio local. Passem por la e deixem os vossos comentarios mais uma vez obrigada

conceição monteiro disse...

eu tambem não sou de faro mas fui á loja desse tal senhor e não preciso de saber o nome pois pelo que descreve é o mesmo que me atendeu em maio do ano passado.mas eu acho que estas pessoas são é ignorantes e malcriadas falta é educação,há doutores mais bem simpáticos do que esse senhor.